A+ A-

Realizou-se a primeira reunião de trabalho da Aliança para Formação de Quadros Bilingues Qualificados nas Línguas Chinesa e Portuguesa

  Realizou-se, recentemente, a primeira reunião de trabalho da Aliança para Formação de Quadros Bilingues Qualificados nas Línguas Chinesa e Portuguesa, na Sede do Governo. A reunião foi presidida pelo Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, com a participação dos dirigentes e representantes do Gabinete de Apoio ao Ensino Superior, da Universidade de Macau, do Instituto Politécnico de Macau, da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau, da Universidade da Cidade de Macau e da Universidade de São José. As cinco instituições assinaram protocolo em Fevereiro deste ano, na coordenação do GAES, que actualizou o “Grupo de Trabalho sobre Formação de Quadros Bilingues Qualificados nas Línguas Chinesa e Portuguesa” para a “Aliança”.

  O Secretário Alexis Tam afirmou que o Governo da RAEM presta atenção à formação de quadros bilingues qualificados em Chinês e Português, através das diversas políticas e medidas, apoia e promove a formação de quadros bilingues qualificados em Chinês e Português, de modo a coordenar com a meta de desenvolver em Macau “Um Centro, Uma Plataforma”. Ele agradeceu ainda a participação activa e os trabalhos das instituições de ensino superior ao longo dos tempos desde a criação do “Grupo de trabalhos” em 2014.

  Na reunião, o reitor da Universidade de Macau, Yonghua Song, foi seleccionado como o primeiro presidente e porta-voz da Aliança, sendo o mandato de um ano. Yonghua Song agradeceu a confiança e o apoio de todos os membros da Aliança, afirmando que vai promover activamente os trabalhos da Aliança, reunir as forças das instituições e empenhar-se em conjunto para transformar Macau numa “Base de Formação de Quadros Qualificados Bilingues em chinês e português”. Os participantes apresentaram respectivamente a situação da formação de quadros bilingues qualificados em Chinês e Português das suas instituições, os trabalhos da promoção do ensino da língua portuguesa, bem como abordaram os futuros trabalhos da Aliança.

  O Secretário Alexis Tam reconheceu os esforços das instituições de ensino superior e disse que, como Macau é a ponte entre a China e os Países de Língua Portuguesa, vai reforçar os recursos e apoios ao ensino de português. Ele deseja que as instituições intensifiquem os esforços na formação de mais quadros qualificados de aplicação e em tradução de língua portuguesa, expandindo a cooperação com base nos actuais trabalhos, compartilhando recursos e aproveitando as vantagens complementares, bem como elaborando em conjunto materiais didácticos de língua portuguesa com características de Macau, para uso comum. O GAES, sendo uma plataforma de serviços, vai manter comunicação com a Aliança, ajudando a concretizar os futuros planos de trabalho.

 

2018-06-28-1

2018-06-28-2